Dez hábitos para melhorar sua saúde sexual

Dez hábitos para melhorar sua saúde sexual

Por isso, é importante favorecer esses momentos, além de promover hábitos saudáveis, como parar de fumar, alimentação adequada, vida ativa, espaço para lazer, etc.

Especialistas explicam com mais detalhes como melhorar a saúde sexual:

Procure seguir essas dicas e veja seu relacionamento melhorar muito, e conseguir ser mais no seu casamento ou namoro.

1) Exercite-se regularmente

Briet afirma que “praticando exercícios experimentamos uma melhora emocional e, esse estado de bem-estar e satisfação, certamente aumentará a libido. Além disso, o exercício regular melhora a condição física, o que ajuda a desfrutar mais na cama.

A especialista aposta na natação como exercício de baixo impacto.

O Pilates é benéfico para melhorar a vida sexual, desde que você não tenha problemas no assoalho pélvico. “Se você os tem, precisa resolvê-los primeiro para que esses exercícios não agravem a situação”, diz Briet.

2) Pare de fumar

O membro da FESS aponta pesquisas que apoiam os danos do consumo de tabaco na função erétil. “O tabaco afeta o fluxo sanguíneo do pênis, adiantando o envelhecimento prematuro de suas artérias”, diz.

3) Tenha uma alimentação balanceada

“Homens que baseiam sua dieta em um alto teor de gorduras saturadas têm uma redução de até 38% na concentração de esperma na ejaculação e 41% menos fluido de esperma”, diz Briet.

4) Compre brinquedos eróticos

Quando falamos em comprar brinquedos eróticos, o casal acaba tendo um preconceito. Mais isso deveria ser quebrado, o brinquedos eróticos como um mastubardor masculino ou feminino, penis de borracha, vibradores. São ótimos aliados para satisfazer o parceiro ou descobrir seus pontos de prazer.

Leia mais:  Equilibrando amor e individualidade: o segredo para relações duradouras

5) Use anticoncepcional

Casado recomenda conhecer todos os métodos contraceptivos: métodos de barreira (mecânicos ou químicos), métodos hormonais, DIU e métodos cirúrgicos. Ele alerta que retroceder não é método contraceptivo.

6) Pratique técnicas de autocontrole emocional

Dez hábitos para melhorar sua saúde sexual

O estresse geralmente produz uma diminuição no desejo sexual, reduzindo o nível de testosterona no sangue. Nesses casos, “a prática regular de respiração, relaxamento muscular e atenção plena ou meditação podem ajudar a regular as emoções”.

7) Evite relacionamentos tóxicos

Também em um nível emocional, relacionamentos tóxicos devem ser evitados. “Toda relação de casal deve ser uma relação entre iguais, consentida por ambas as partes, sem pressão, chantagem ou violência”, enfatiza Casado.

Em um relacionamento, o prazer, a ternura e o afeto são compartilhados. Da mesma forma, o direito de dissociar-se da outra pessoa deve ser defendido. A sexóloga do Centro Sexológico Senso considera que é a única forma de ser coerente e aceitar que o ser humano é livre e responsável.

8) Melhore a informação sexual

“É muito importante estar ciente das práticas de risco e dos métodos disponíveis para evitar esses riscos. Saber o que é um relacionamento saudável e saber para onde ir quando surge um problema”, explica Casado.

Briet concorda e alerta que a falta de informação sobre sexualidade e nosso corpo afeta a saúde sexual das pessoas. “Devemos aprimorar nosso autoconhecimento e psicoeducação sobre os elementos que favorecem o bem-estar e o crescimento erótico e sexual.”

9) Conheça-se

Em relação ao ponto anterior, Casado aconselha “conhecer-se como seres sexuais, conhecer nosso corpo, aprender a amar-se, valorizar-se, gostar de nós mesmos, e saber expressar nosso erotismo para que sejamos felizes, aceitando todas as nossas peculiaridades”.

10) Comunique-se

O especialista da FESS garante que quanto maior a comunicação com o casal, menor o risco de mal-entendidos no campo sexual e maior a probabilidade de melhorar a qualidade do encontro erótico. “A comunicação erótica é um poderoso afrodisíaco e a comunicação relacional e emocional um neutralizador de possíveis interferências no nível sexual”.

Leia mais:  6 dicas para um relacionamento saudável

Conclusão

Invista no seu relacionamento, vocês casaram para ficar juntos e não para se separar. Procure ajuda terapeuta e médica se necessário. Boa sorte!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *